Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escrita d'Alma

Escrevo como quem abre a sua alma e partilha o melhor do seu ser na companhia dos seres mais maravilhoso os meus animais , Maggie e Fluffy.

Escrita d'Alma

Escrevo como quem abre a sua alma e partilha o melhor do seu ser na companhia dos seres mais maravilhoso os meus animais , Maggie e Fluffy.

28 de Novembro, 2020

Reflexão...A impermanência da vida

Impermanência_4.jpg

Estou a aprender que tudo é impermanente.

Nada é definitivo, nada dura para sempre.

Tudo é impermanente.

Ao aceitar a impermanência de cada momento e de cada ser, vivo no momento e desfruto de cada momento em pleno.

Somos meros seres que viemos ao mundo para aprender a viver cada momento e aceitar a impermanência de tudo e de todos.

Ao teu lado, neste momento, aceito que tudo é impermanente, que tudo tem o seu tempo neste caminho.

Nada é eterno e o amanhã poderá não chegar.

Aprendo que tudo tem um início e tudo tem um fim, um dia.

Contigo aprendo que os saltos de alegria e de brincadeira terão de ser guardados no nosso coração como doces momentos de crianças livres, inocentes e felizes.

O teu corpo recente todos esses momentos e a idade, face um jeito mal dado, já se revela.

No entanto, os nossos momentos serão sempre alegres, felizes e de muito amor, de muita gratidão e de muito carinho, mas, mais calmos!

Todos somos impermanentes.

Tudo é impermanente.

Saber ver a beleza da impermanência da vida é a ver a gratidão de cada momento presente.

Vejo a tua impermanência com muita gratidão e com muito amor, face a esta nova etapa. Só procuro proporcionar-te conforto numa nova fase mais calma e serena.

Rendo-me ao momento.

Rendo-me ao presente, não questionando o porquê nem para quê!

Rendo-me ao presente, vivendo em pleno cada momento nosso.

Porque tudo é efémero!

Mas, só o nosso amor é eterno!

 

Com gratidão,

Cátia Santos

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.